Tudo que você precisa saber sobre o ultrassom de mamas!

Quando falamos em câncer de mama, logo pensamos na mamografia. Entretanto, apesar de ser o principal procedimento de rastreamento da doença, ele não é o único que pode auxiliar. O ultrassom de mamas, também conhecido como ultrassom mamário, é uma excelente alternativa para muitas mulheres.   

Além de sua ampla disponibilidade, o ultrassom mamário é um exame mais confortável que a mamografia. Por tudo isso, é muito indicado para procedimentos de rotina em mulheres com menos de 40 anos. Porém, por falta de informação, muitas mulheres acreditam que o exame deva ser desconsiderado para diagnóstico de câncer. Tire suas dúvidas!   

O que é o ultrassom de mamas?

O ultrassom é um exame que identifica lesões císticas, nódulos sólidos palpáveis, assimetrias ou alterações mamárias já identificadas anteriormente pelo mamógrafo. Ele também é muito indicado para jovens mulheres, especialmente aquelas que possuem a mama densa.   

Como é realizado o ultrassom de mamas?

Qualquer ultrassom utiliza ondas sonoras de alta frequência para captar imagens instantâneas do nosso corpo. No caso do ultrassom mamário, é possível capturar imagens de toda a estrutura dos seios, acompanhando-as por meio de um monitor. Para isso, a paciente deve se deitar em uma maca e colocar o braço atrás da cabeça.   

Um gel lubrificante será passado na mama, auxiliando na condução das ondas sonoras. Logo depois, um transdutor será manipulado, rastreando qualquer nódulo ou alteração. O exame é realizado em clínica ou consultório médico, durando entre 15 ou 30 minutos.   

Principais dúvidas sobre o ultrassom de mamas!  

Muitas mulheres não sabem como funciona o ultrassom e também as suas vantagens. O receio em realizar esse simples exame de rotina está muito associado com dúvidas não respondidas. Veja as principais:   

O exame investiga a axila?

Sim! O transdutor age nas proximidades da axila, podendo identificar qualquer alteração suspeita na região. Caso haja necessidade, o ideal é que o médico solicitante do exame peça também uma análise das axilas, pois assim haverá uma avaliação mais detalhada da região. 

Ultrassom dói?

Não! Algumas pacientes podem ser mais sensíveis na região mamária, principalmente no período menstrual, porém o desconforto é mínimo. 

Gestantes podem fazer ultrassom de mamas?

Sim. Tanto gestantes quanto lactantes podem ser submetidas ao exame porque ele é livre de radiação.   

Então, quais são os pré-requisitos para realizar o ultrassom?

Nenhum! Este é um exame que pode ser realizado por qualquer pessoa, de qualquer idade. Caso um médico assistente identifique, mesmo que em homens ou crianças, quaisquer alterações mamárias, o ultrassom pode ser solicitado e realizado com eficácia. 

O exame substitui a mamografia?

Não, o ultrassom mamário não substitui porque existem tipos de nódulos – especialmente os menores – e microcalcificações que o exame não capta. Por isso, ambos os procedimentos devem ser aliados para obter um diagnóstico mais preciso.   

Qual a importância de aliar o ultrassom com a mamografia?

Apesar da sua eficácia comprovada, o ultrassom não possui a mesma sensibilidade oferecida pela mamografia. Assim, a mamografia segue sendo o principal exame indicado para mulheres com mais de 40 anos ou para investigação de nódulos suspeitos.   

Como o acesso ao ultrassom é mais fácil, a mulher pode iniciar os exames de rotina por ele. Porém, se houverem alterações, a mamografia deve ser realizada. Somente o mamógrafo consegue identificar nódulos novos e muito pequenos, além das microcalcificações, não perceptíveis visualmente nem pelo exame de toque.   

As principais doenças que podem ser diagnosticadas

O ultrassom mamário é sim muito indicado para casos de câncer de mama. Entretanto, a sua tecnologia pode ser utilizada para outras finalidades, como avaliar as condições dos seios após o implante mamário. Além disso, o exame pode ainda contribuir para diagnosticar outras doenças ou complicações de mamas, como:   

  • Abcessos;  
  • Coleções líquidas após cirurgias, conhecidas como seromas;   
  • Ductos de leites;  
  • Fibroadenomas;   
  • Infecções mamárias;   
  • Entre outros.   

Outra função importante do ultrassom mamário é auxiliar na visualização dos seios na hora de fazer procedimentos percutâneos, como punções, as próprias biópsias assistidas de mama (mamatomia) e ainda o exame pré-operatório para inserção de próteses de silicone. 

Agende o seu exame na Radioclínica!

Previna-se de doenças mamárias e do câncer de mama realizando os seus exames de rotina periodicamente. A Radioclínica oferece um atendimento humanizado. Entre em contato! 

Posts Recentes

Categorias

A Radioclínica foi fundada em 1995 e representa uma sociedade de médicos radiologistas que atua no segmento de serviços de diagnóstico por imagem na cidade de Uberlândia.

Tem alguma dúvida, depoimento ou qualquer outro ponto? Deixe um comentário abaixo!