tomografia e ressonância magnética

A importância dos exames de imagem é clara quando se trata de saúde. Entretanto, muitos pacientes ainda não sabem a diferença entre esses dois métodos. A tomografia e a ressonância magnética são exames muito importantes na investigação de alterações de saúde e de várias doenças. A tomografia e a ressonância possuem mecanismos de obtenção das imagens muito diferentes e cada uma tem suas indicações e contraindicações. Saiba quais são as particularidades desses importantes procedimentos!

O que é a tomografia computadorizada?

tomografia é um exame que utiliza radiação ionizante, assim como o raio-x. Entretanto, neste procedimento, o tubo que emite a radiação gira em torno do paciente, permitindo assim a obtenção de imagens de todas as estruturas internas, em cortes submilimétricos e também reformatações em 3D nos tomógrafos mais modernos, multislice. Dessa forma, o exame permite a análise de diversos tecidos e órgãos em múltiplos planos – uma espécie de “fatias” das estruturas corporais.

Assim como no raio-x, a tomografia computadorizada é um método excelente para visualização de ossos, estruturas com ar no interior, como o tubo digestivo e pulmão, além de cálculos renais, por exemplo. A realização do procedimento é indicada para casos de fraturas, hemorragias, tumores e qualquer avaliação de:

  • Abdômen;
  • Coluna;
  • Crânio;
  • Membros inferiores e superiores;
  • Problemas renais;
  • Pulmão;
  • Entre outros.

Casos que necessitem de melhor visualização das estruturas vasculares podem utilizar o contraste, uma substância a base de iodo injetada na corrente sanguínea. Alérgicos ao composto e grávidas não devem realizar o exame. Já aqueles com função renal comprometida ou asmáticos devem ser analisados para verificar a necessidade e possibilidade de utilizar o contraste.

Como a tomografia é realizada?

O exame é rápido, levando ao todo, no máximo, 15 minutos. É necessário realizar jejum e colaborar com o exame, ficando imóvel durante a aquisição das imagens. Em pacientes crianças pequenas ou com função cerebral comprometida, o exame pode ser feito com sedação leve.

O que é a ressonância magnética?

Já a ressonância é um exame que não utiliza radiação, e sim um campo magnético, de alta sensibilidade e tecnologia, dentro de um tubo, o magneto. Nesse caso, as imagens são formadas via campo magnético ao acompanhar o movimento de moléculas de água. O estudo também pode ser em três dimensões e engloba toda a estrutura corporal.

O exame é muito indicado para estruturas que contém água ou líquido no interior, como tendões, músculos, ligamentos, mamas, fígado e cérebro, além do coração. Assim, é indicado para casos de lesões internas e para a análise de doenças:

  • Cardiovasculares;
  • Neurológicas;
  • Ortopédicas;
  • Mamárias;
  • Ginecológicas;
  • Oncológicas.

Casos que necessitem de melhor visualização das estruturas vasculares podem utilizar contraste paramagnético, uma substância a base de gadolínio. Pessoas alérgicas ao gadolínio, com função renal comprometida e idosos devem ser analisados para verificar a necessidade e possibilidade de usar o contraste.

Gestantes no primeiro trimestre, pessoas com maquiagem permanente ou tatuagem recente, portadores de próteses, órteses metálicas, marca passos e clipes de aneurismas devem passar por uma triagem para verificar se podem realizar o exame pois o campo magnético do aparelho pode gerar desconforto ou degradação das imagens nesses casos. Em alguns casos a realização do exame não é possível.

Como a ressonância é realizada?

O exame é relativamente rápido, levando ao todo, no máximo, 30 minutos. É necessário jejum e colaborar com o exame, ficando imóvel durante a aquisição das imagens. Pacientes com claustrofobia podem sentir desconforto durante o exame. Nesses pacientes, além de pacientes crianças pequenas ou com função cerebral comprometida, o exame pode ser feito com sedação leve.

Outra questão a ser considerada atualmente é o peso e a circunferência abdominal do paciente, pois ambas as máquinas tem um limite de peso e circunferência que são capazes de suportar. Em alguns casos, pacientes obesos necessitam de um aparelho especial próprio para sua necessidade.

Tomografia e Ressonância Magnética: qual exame devo realizar?

O que irá definir a escolha de procedimento são as características e necessidade de cada quadro clínico, conhecidos pelo médico solicitante. As vezes, a tomografia e a ressonância magnética são complementares e necessários. Em casos de dúvidas, o médico radiologista pode orientar qual o melhor procedimento para cada caso, além de decidir a necessidade e a possibilidade de uso do contraste.

A tomografia é um exame mais barato e com menor custo de execução. Além disso, ele é mais indicado à pessoas com claustrofobia, por ser mais prático e rápido de ser realizado, com um tubo mais aberto e fino. Em outros casos, a ressonância é o exame considerado mais seguro, por ser livre de radiação, pela melhor definição de estruturas com alto teor de água e, muitas vezes, sem a necessidade de contraste. Por fim, o contraste gadolínio tem potencial menos reativo para alergias do que o iodo.

Em ambos os exames, é necessário que o paciente tire qualquer objeto metálico, inclusive próteses. Ambos os procedimentos também dispensam preparação prévia, dieta alimentar especial ou internação, durando de 20 a 40 minutos. As mulheres devem informar o seu médico sobre uma possível gravidez e tanto homens quanto mulheres precisam relatar todos os medicamentos dos quais fazem uso.

Realize seus exames na Radioclínica!

É importante lembrar que apenas o médico, juntamente ao radiologista, pode definir qual é o exame mais adequado para o seu diagnóstico e acompanhamento. Porém, independente do exame, ele pode ser feito com uma equipe qualificada e preparada para lhe atender, como na Radioclínica.

A Radioclínica tem certificação PADI de qualidade, que garante segurança nos exames realizados, e conta também com um atendimento humanizado, que procura minimizar quaisquer desconfortos causados pelos exames. Realize seus exames na Radioclínica!

Posts Recentes

Categorias

A Radioclínica foi fundada em 1995 e representa uma sociedade de médicos radiologistas que atua no segmento de serviços de diagnóstico por imagem na cidade de Uberlândia.

Tem alguma dúvida, depoimento ou qualquer outro ponto? Deixe um comentário abaixo!

  1. ROSANGELA 26 de janeiro de 2017 at 11:59 - Reply

    eu tenho uma dor insuportavel a ponto de so passar com tramal,fiz uma RM que nao acusou nada , aminha duvida é, se houvesse um tumor a RM mostraria?

  2. arlwy ferrreira dos reis 6 de fevereiro de 2017 at 09:44 - Reply

    preciso de fazer ressonancia magnetica pelo sus mas ddemora

  3. DURCELY 10 de abril de 2017 at 08:30 - Reply

    TENHO HERNIA DE DISCO QUAL O EXAME IDEAL PARA MEU DIAGNOSTICO

  4. DURCELY 10 de abril de 2017 at 08:31 - Reply

    TENHO HERNIA DE DISCO CERVICAL E LOMBAR QUAL O EXAME IDEAL?

  5. DURCELY 10 de abril de 2017 at 08:35 - Reply

    TENHO HERNIA DE DISCO QUAL O EXAME IDEAL?

  6. Carlos 28 de maio de 2018 at 21:57 - Reply

    Para crianças qual a mais correta entre TC e RM. Qual a radiação entre ambos. .

  7. Julio Antonio Candido 20 de setembro de 2018 at 17:36 - Reply

    A pessoa que tem grampos no cérebro em função de cirurgia realizada em 1970.( deve ser metálico)
    Pergunto: pode ser feito RM, qual o risco, existe outro exame tão eficaz que pode substituir a RM
    Obrigado;